segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Génesis

De peito inchado, mas tremendo por dentro lá fui... Não queria dar parte fraca, mas a novidade é sempre no mínimo ansiosa. O que iria eu repor? Como e quando? Credo que tremores... Céus que suores.

Pela primeira vez vesti a camisa e o avental e confesso-te caro blog que senti algum poder... um poderzinho. Só depois notei que tinha de colocar no pescoço aquele papillon... O poderzinho desapareceu e uma intensa sensação de ridículo desde os dedinhos dos pés aos dentes da frente se apoderou de mim. A esta altura já não sabia se o desemprego não era realmente a melhor opção em contraste com a reposição no Pingo Doce.

Olhei me ao espelho e aprontei-me, e confesso-te que até não desgostei de todo. Aquele sorrisinho algo atrasado mental surgiu-me nas beiças. Endireitei o papillon e lá fui. Desviei as cortinas de plástico que separam o armazém e a zona do staff do mundo dos comuns mortais com toda a confiança mais que preparado para para tudo... Pensava eu.

Confesso-te que foi duro... Muito duro. Extremamente físico. Pessoas por todo o lado, esquerda e direita, frente e trás, a perguntarem por pepinos em conserva (absurdo) e sabe-se lá mais quem.

E o pior estava para vir... Todas as torturas que já tinha ouvido não se podem comparar a esta que te conto agora. Bloguinho sabes que sendo mal pago como são todos os heróis que desempenham esta profissão a nossa moral no trabalho não pode ser a mais elevada, como
é bom de se ver. Mas imagina tu que durante as horas de trabalho entre Pan Pipes, Gregorian Chants e um Take My Breath Away instrumental há uma frase constante... SABE BEM PAGAR TÃO POUCO. É o mesmo que dar uma chapada e dizer à pessoa atingida "Epa estás com a cara encarnada, que estranho".

É constante e humilha-te até ao mais profundo do ser. Cada vez que a oiço é como se levasse um calduço daqueles com toda a força.

Esbaforido e derrotado, sentado no banquinho do vestiário, mirando a minha figura, ridícula de papillon, ao espelho ganhei forças e como um soldado bati os calcanhares enchi o peito e disse em voz alta:

- De hoje em diante não serei um reles repositor, serei sim um REIpositor.

Assim se criou uma força trabalhadora do mercado nacional.

Um comentário:

ayla disse...

LOl
realmente sabe bem pagar tao pouco, kndo repositares" os croissaints a 0,64€ rouba uns pa mim LOl
dava tudo pra t ver aliiiii
ahahaaaaaaaa